Este site da 3M usa cookies Pode encontrar informações detalhadas sobre os cookies e respetiva utilização na nossa Política de Privacidade. É possível personalizar as definições relacionadas com cookies a qualquer altura, clicando em Preferências de Cookies no rodapé desta página.

Se clicar em "Aceitar e Continuar", está a reconhecer que concorda com a utilização de cookies no seu computador

Aceitar e Continuar

Ir à página principal de entrada Ir à página principal do negócio Ir à página principal do producto All 3M.com Site Map

Sobre Lesões do Pulso

O pulso é, possivelmente, a articulação mais importante de todas nas nossas vidas profissionais e pessoais. As nossas mãos e dedos estão envolvidos em quase todos os aspetos do nosso trabalho, quer desempenhemos tarefas desportivas ou musicais ou trabalhemos num computador. Esta utilização constante significa que o risco de lesão dos nossos pulsos é extremamente elevado e, quando acumulada ao longo dos anos, a sobrecarga crónica pode degastar estas articulações, provocando algumas das condições dolorosas descritas abaixo.

 

FRATURAS ÓSSEAS

As fraturas do rádio e as fraturas escafoides podem causar dor intensa no pulso. Dependendo do tipo e da localização da lesão, a fratura deve em primeiro lugar ser estabilizada e, em seguida, imobilizada usando gesso no antebraço. Este gesso pode ser removido aproximadamente quatro a doze semanas depois, ficando a articulação livre e podendo o doente começar a movimentá-la pouco a pouco de cada vez. A recuperação pode ser auxiliada por fisioterapia e pela utilização de suportes de pulso.

 

OSTEOARTRITE DO PULSO

As fraturas, o deslocamento dos ossos cárpicos e anos de utilização inadequada ou de sobrecarga podem danificar a cartilagem articular, provocando dor que não pode ser localizada com precisão e, ocasionalmente, provocando o inchaço do pulso. Podem ser utilizados Raios-X para fazer um diagnóstico conclusivo.

Os casos de osteoartrite aguda podem ser tratados com analgésicos e com braçadeiras ou suportes de pulso que impedem movimentos excessivos do pulso. O pulso afetado deve, igualmente, ser mantido em repouso e protegido.

     

SÍNDROMA DO CANAL CÁRPICO

Formado pelos ossos do pulso e por um ligamento transverso, o canal cárpico acomoda diversos tendões fletores e o nervo mediano, que possibilita a sensação dos dedos das mãos. A dor surge na mão quando este canal fica constrito, uma condição que pode resultar de hematomas ou de sobrecarregar o pulso. O sintoma mais típico é a parestesia dolorosa nos dedos das mãos (semelhante a uma sensação desagradável de formigueiro) que ocorre principalmente durante a noite.

Agitar ou esfregar a mão afetada é útil para o alívio imediato, enquanto o tratamento de longo prazo inclui a melhoria dos sintomas através da utilização de talas que imobilizam o pulso.

 

TENOSSINOVITE

A tenossinovite é uma condição que afeta os tendões que se estendem pela parte posterior da mão e que alongam (esticam) os dedos das mãos e os polegares. Os problemas surgem quando estes tendões incham devido a sobrecarga ou a alterações causadas por doenças reumatoides.

A articulação deve ser colocada em repouso e, se necessário, aplicado gelo; sobretudo não sobrecarregar a articulação. Os agentes antirreumatoides proporcionam alívio rápido da dor, tal como os suportes que estabilizam a área afetada aplicando uma ligeira pressão.

Esta informação não pretende substituir o aconselhamento médico profissional nem o diagnóstico nem o tratamento. Deve procurar sempre o parecer de um médico com quaisquer questões relativas a uma condição clínica. Não ignore o aconselhamento profissional nem atrase a sua procura devido a qualquer coisa que tenha lido aqui.

Níveis de Suporte
Clique em níveis para expandir
Ligeiro

Nível de Suporte:
Proporciona compressão ligeira, suporte e retenção terapêutica de calor para ajudar a aliviar os sintomas associados a pequenas entorses, luxações e artrite. Confortável para usar durante todo o dia.

Nível de Compressão:
(8-15 mmHg) A compressão ligeira ajuda a aliviar os sintomas ligeiros de varizes, pequenos inchaços e pernas doridas.

Moderado

Nível de Suporte:
Proporciona níveis de compressão ajustáveis, suporte e retenção terapêutica de calor para ajudar a aliviar os sintomas associados a pequenas entorses, luxações, artrite e dor muscular. Confortável para usar durante todo o dia ou para atividades específicas.

Nível de Compressão:
(15-20 mmHg) A compressão moderada ajuda a aliviar os sintomas ligeiros a moderados de problemas que necessitam de suporte, como pequenas varizes e pernas doridas, cansadas e inchadas.

Estabilização Moderada

Nível de Suporte:
Proporciona um suporte de estabilização anatomicamente correto e ajustado. Alivia os sintomas associados a entorses, estiramentos musculares, artrite, lesões por esforço repetitivo e ajuda a evitar o reaparecimento de lesões. Os estabilizadores flexíveis podem ser ajustados à medida ou removidos para um maior conforto.

Nível de Compressão:
(15-20 mmHg) A compressão moderada ajuda a aliviar os sintomas ligeiros a moderados de problemas que necessitam de suporte, como pequenas varizes e pernas doridas, cansadas e inchadas.

Firme

Nível de Suporte:
Proporciona um maior nível de suporte através de uma combinação de materiais flexíveis e não flexíveis que pode incluir materiais de absorção de impacto, de modo a ajudar a aliviar os sintomas associados a entorses, estiramentos musculares, artrite, lesões por esforço repetitivo e ajuda a evitar o reaparecimento de lesões.

Nível de Compressão:
(20-30 mmHg) A compressão firme ajuda a aliviar os sintomas moderados a graves de cansaço ou dores crónicas nas pernas, dores ligeiras nas pernas, varizes moderadas a graves, incluindo durante a gravidez, pós-cirurgia vascular, pós-escleroterapia, tendência moderada para edemas, tromboflebite e ajuda a evitar o reaparecimento de úlceras. Estes produtos fornecem um melhor nível de suporte para os problemas indicados acima.

Estabilização Firme

Nível de Suporte:
Proporciona o nível mais elevado de suporte e estabilização, utilizando estabilizadores flexíveis, articulados, de plástico e/ou de alumínio para ajudar a reduzir o risco de reaparecimento de lesões e aliviar os sintomas associados a lesões agudas.

Nível de Compressão:
(20-30 mmHg) A compressão firme ajuda a aliviar os sintomas moderados a graves de cansaço ou dores crónicas nas pernas, dores ligeiras nas pernas, varizes moderadas a graves, incluindo durante a gravidez, pós-cirurgia vascular, pós-escleroterapia, tendência moderada para edemas, tromboflebite e ajuda a evitar o reaparecimento de úlceras. Estes produtos fornecem um melhor nível de suporte para os problemas indicados acima.