Este site da 3M usa cookies Pode encontrar informações detalhadas sobre os cookies e respetiva utilização na nossa Política de Privacidade. É possível personalizar as definições relacionadas com cookies a qualquer altura, clicando em Preferências de Cookies no rodapé desta página.

Se clicar em "Aceitar e Continuar", está a reconhecer que concorda com a utilização de cookies no seu computador

Aceitar e Continuar

Ir à página principal de entrada Ir à página principal do negócio Ir à página principal do producto All 3M.com Site Map

Sobre Lesões nas Costas

75 % de todos os seres humanos apresentam crises ocasionais ou constantes de dores nas costas, tornando esta condição na segunda mais frequente causa de consultas ao ortopedista. É a coluna lombar que sente um dos maiores impactos quando as nossas articulações se degastam com a idade, tornando subitamente doloroso o levantar e ficar direito – uma atividade executada normalmente sem pensar duas vezes. Eis algumas das lesões mais frequentes das costas.

 

SÍNDROMES DOLOROSAS

Os discos constituem a origem de grande parte da dor nas vértebras. Os discos intervertebrais localizados entre cada vértebra são estruturas elásticas que atuam como molas e amortecedores de choque e que permitem o movimento das vértebras. Se os discos se começam a adelgaçar, as articulações da coluna vertebral começam a degastar-se a longo prazo e os canais das raízes nervosas começam a estreitar-se. Estas alterações provocam irritações dolorosas das raízes nervosas e a dores nas costas devido à tensão muscular. Por vezes a dor irradia para as nádegas e para a parte superior da perna – o termo lumbago é utilizado quando a dor é aguda e súbita.

Os analgésicos potentes são úteis para condição na sua fase aguda, tal como o repouso na cama. Um suporte de costas também pode ser eficaz e, frequentemente, a fisioterapia é igualmente útil.

 

OS DISCOS COM HÉRNIAS

Nas suas fases avançadas, o degaste e o rompimento podem provocar o rompimento dos anéis fibrosos que envolvem os discos, permitindo que o material interno do disco escape e irrite as raízes nervosas. O resultado é uma tensão extremamente dolorosa nos músculos das costas tornando o movimento quase impossível. Esta dor pode igualmente irradiar para as nádegas e pernas, causando perturbações neurológicas tais como parestesias e fraqueza. Deve ser realizado um Raio-X da área afetada e uma RMN ou uma TAC. O exame electromiográfico (EMG) é utilizado para detetar lesões nos nervos.

Os analgésicos potentes são úteis para uma hérnia aguda. A fisioterapia deve ser iniciada assim que os sintomas agudos tenham desaparecido. Os suportes para costas constituem igualmente uma componente comprovada da terapêutica.

Esta informação não pretende substituir o aconselhamento médico profissional nem o diagnóstico nem o tratamento. Deve procurar sempre o parecer de um médico com quaisquer questões relativas a uma condição clínica. Não ignore o aconselhamento profissional nem atrase a sua procura devido a qualquer coisa que tenha lido aqui.

Níveis de Suporte
Clique em níveis para expandir
Ligeiro

Nível de Suporte:
Proporciona compressão ligeira, suporte e retenção terapêutica de calor para ajudar a aliviar os sintomas associados a pequenas entorses, luxações e artrite. Confortável para usar durante todo o dia.

Nível de Compressão:
(8-15 mmHg) A compressão ligeira ajuda a aliviar os sintomas ligeiros de varizes, pequenos inchaços e pernas doridas.

Moderado

Nível de Suporte:
Proporciona níveis de compressão ajustáveis, suporte e retenção terapêutica de calor para ajudar a aliviar os sintomas associados a pequenas entorses, luxações, artrite e dor muscular. Confortável para usar durante todo o dia ou para atividades específicas.

Nível de Compressão:
(15-20 mmHg) A compressão moderada ajuda a aliviar os sintomas ligeiros a moderados de problemas que necessitam de suporte, como pequenas varizes e pernas doridas, cansadas e inchadas.

Estabilização Moderada

Nível de Suporte:
Proporciona um suporte de estabilização anatomicamente correto e ajustado. Alivia os sintomas associados a entorses, estiramentos musculares, artrite, lesões por esforço repetitivo e ajuda a evitar o reaparecimento de lesões. Os estabilizadores flexíveis podem ser ajustados à medida ou removidos para um maior conforto.

Nível de Compressão:
(15-20 mmHg) A compressão moderada ajuda a aliviar os sintomas ligeiros a moderados de problemas que necessitam de suporte, como pequenas varizes e pernas doridas, cansadas e inchadas.

Firme

Nível de Suporte:
Proporciona um maior nível de suporte através de uma combinação de materiais flexíveis e não flexíveis que pode incluir materiais de absorção de impacto, de modo a ajudar a aliviar os sintomas associados a entorses, estiramentos musculares, artrite, lesões por esforço repetitivo e ajuda a evitar o reaparecimento de lesões.

Nível de Compressão:
(20-30 mmHg) A compressão firme ajuda a aliviar os sintomas moderados a graves de cansaço ou dores crónicas nas pernas, dores ligeiras nas pernas, varizes moderadas a graves, incluindo durante a gravidez, pós-cirurgia vascular, pós-escleroterapia, tendência moderada para edemas, tromboflebite e ajuda a evitar o reaparecimento de úlceras. Estes produtos fornecem um melhor nível de suporte para os problemas indicados acima.

Estabilização Firme

Nível de Suporte:
Proporciona o nível mais elevado de suporte e estabilização, utilizando estabilizadores flexíveis, articulados, de plástico e/ou de alumínio para ajudar a reduzir o risco de reaparecimento de lesões e aliviar os sintomas associados a lesões agudas.

Nível de Compressão:
(20-30 mmHg) A compressão firme ajuda a aliviar os sintomas moderados a graves de cansaço ou dores crónicas nas pernas, dores ligeiras nas pernas, varizes moderadas a graves, incluindo durante a gravidez, pós-cirurgia vascular, pós-escleroterapia, tendência moderada para edemas, tromboflebite e ajuda a evitar o reaparecimento de úlceras. Estes produtos fornecem um melhor nível de suporte para os problemas indicados acima.